Uma vida saudável

Dicas para prevenir Alzheimer

Dicas para prevenir Alzheimer

De acordo com o site "Alzheimer Prevention", administrado pela Alzheimer's Foundation of America, existem "4 pilares" para a prevenção da doença de Alzheimer.

O primeiro pilar é a dieta alimentar e as vitaminas.

Cortar as gorduras trans e saturadas, especialmente as de produtos animais como a carne vermelha, é um bom ponto de partida, assim como o aumento da quantidade de alimentos ricos em antioxidantes que comemos. A ideia por trás desse conselho é reduzir ao máximo a produção de radicais livres (algo que uma dieta rica em gordura pode causar), enquanto aumenta os níveis de antioxidantes, que combatem os radicais livres que flutuam por aí nosso corpo. A adição de ácidos graxos essenciais ômega-3, encontrados em muitos peixes e também no óleo de linhaça, e o consumo de proteínas vegetais, como a soja, também podem ajudar.

Certas vitaminas também podem ser úteis, como a coenzima Q10, o ácido alfalipóico ou o ginkgo biloba (uma erva que comprovadamente ajuda nos problemas de memória), a fosfatidilserina (um suplemento aprovado pela Food and Drug Administration). Administração por sua utilidade para problemas de memória), ômega-3 e acetil-L-carnitina. Huperzine-A e vinpocetina também podem ser bons para pessoas que já apresentam perda de memória moderada a grave.

O segundo pilar é o gerenciamento do estresse.

As pesquisas mais recentes relacionaram o estresse a um risco aumentado de problemas de memória e doença de Alzheimer. O pior tipo de estresse, pelo menos no que diz respeito à nossa saúde, é o tipo crônico. O estresse diário causa um aumento no cortisol, que em níveis elevados pode danificar as células do centro de memória do cérebro. Foi demonstrado que a meditação ajuda a diminuir os níveis de cortisol, assim como a hipnose, a respiração profunda, a massagem, a visualização e a imaginação guiada e a oração. Tentar uma ou mais dessas opções pode levar a um avanço na redução dos níveis de estresse e, portanto, melhorar nossa saúde e memória.

O terceiro pilar concentra-se no exercício.

O exercício físico regular pode reduzir o risco de Alzheimer em 50%. O tipo de exercício realmente não importa, apenas escolha algo que você goste de fazer. O exercício mental também é importante. Neurologistas descobriram que ações como ler, escrever, jogar jogos de tabuleiro e fazer palavras cruzadas podem reduzir as chances de desenvolver a doença de Alzheimer em até 70%. Realizar esse tipo de atividade por cerca de 20 minutos, três vezes por semana, pode ser de grande ajuda. Porém, a chave é que a atividade tem que ser um pouco difícil e quebrar a rotina de uma forma inesperada.

O quarto pilar tem a ver com medicamentos e hormônios.

O tratamento imediato dos problemas de memória com os medicamentos certos pode ajudar a prevenir o agravamento desses problemas. Também há evidências de que a terapia de reposição hormonal pode ser benéfica para a memória.

Leitura relacionada:

  • Vivendo com Alzheimer


Vídeo: Exercícios físicos são mais eficientes na prevenção do mal de Alzheimer (Janeiro 2022).